Arquivo de setembro 17th, 2010

set 17 2010

Yom Kippur 2010 – Dia do Perdão

Publicado por em Religião

Há 10 dias atrás começava o ano novo judaico (Rosh Hashaná), ano de 5771. E começava também um período de 10 dias, onde deveríamos refletir sobre todos os erros, insultos, injustiças, blasfêmias, julgamentos, enfim, todos os pecados que cometemos no ano que passou. É um período de introspecção, de pensar, de refletir. Após estes 10 dias começa então o Yom Kippur, mais conhecido como Dia do Perdão. Neste dia, que dura 25 horas (do pôr do sol do dia anterior até o pôr do sol do dia seguinte, fazemos um jejum absoluto, sem nem mesmo água. É a purificação do corpo, da alma. É a expurgação dos pecados. Após o arrependimento, seu nome é escrito no Livro da Vida.

Eu acho lindo. Eu amo jejuar. Eu amo mostrar a Deus minha fé.

E faltam menos de 2 horas para ele começar. E acho que 25 horas não serão suficientes para me arrepender de todos os pecados, rs…

Lembrando que a tradição manda você transferir seus pecados para um animal e depois sacrificá-lo, mas hoje em dia ninguém mais faz isso. Em troca, você pode e deve fazer MUITA caridade. A caridade, ou tzedakah, é especialmente potente nesta época do ano para expulsar todos os decretos do mal da sua vida. E eu fiz muita caridade para com os animaizinhos esta semana, como sofri meu Deus, como chorei. No domingo será o ápice, e venho aqui contar para vocês.

Coloquei abaixo algumas informações que tirei de vários sites, para vocês entenderem um pouco mais sobre este dia, esta tradição que é a mais importante da religião judaica.

Yom Kippur: É o dia do perdão – quando Deus perdoa a todo Israel. Durante esse dia, nada pode ser comido ou bebido, inclusive água. Não é permitido lavar a boca, escovar os dentes ou banhar o corpo. Somente o rosto e as mãos podem ser lavados pela manhã, antes das orações. Não se pode carregar nada, acender fogo, fumar, nem usar eletricidade. O jejum não é permitido para crianças menores de 9 anos, pessoas gravemente enfermas, mulheres grávidas e aquelas que deram a luz há menos de trinta dias.

Se uma pessoa enquanto estiver jejuando passar mal, a ponto de quase desmaiar, deve-se lhe dar comida até que se recupere. Se houver perigo de uma epidemia, e os médicos da cidade aconselharem que é necessário comer a fim de resistir à moléstia, exige-se que todos comam.

Existem outras proibições, além daquelas contra trabalhar, comer ou beber. As relações conjugais são proibidas, bem como o uso de perfumes e ungüentos, exceto para fins médicos. Além disso, sapatos e outras peças da indumentária feitas de couro não podem ser usadas no Yom Kipur, pois não se pode usar nenhum material para o qual seja necessário matar um animal.

YOM KIPUR É O DIA DA EXPIAÇÃO.

Após o pecado do bezerro de ouro, Moshê (Moisés) rezou e, no dia dez do mês hebraico de Tishrei, Deus concedeu pleno perdão ao povo judeu.

Yom Kipur é o Dia da Expiação, do Perdão, sobre o qual declara a Torá: “No décimo dia do sétimo mês afligirás tua alma e não trabalharás, pois neste dia, a expiação será feita para te purificar; perante Deus serás purificado de todos teus pecados.”

Esclarecendo a natureza de Yom Kipur, o Rambam [Moses Maimonides – significando Moisés filho de Maimon] escreve:

“É o dia de arrependimento para todos, para o indivíduo e para a comunidade; é o tempo do perdão para Israel. Por isso todos são obrigados a se arrepender e a confessar os erros em Yom Kipur.”

Ex.32.3-5. Então todo o povo, tirando os pendentes de ouro que estavam nas suas orelhas, os trouxe a Arão; ele os recebeu de suas mãos, e com um buril deu forma ao ouro, e dele fez um bezerro de fundição. Então eles exclamaram: Eis aqui, ó Israel, o teu deus, que te tirou da terra do Egito. E Arão, vendo isto, edificou um altar diante do bezerro e, fazendo uma proclamação, disse: Amanhã haverá festa ao Senhor.

Ex.32.30-35. No dia seguinte disse Moisés ao povo Vós tendes cometido grande pecado; agora, porém subirei ao Senhor; porventura farei expiação por vosso pecado. Assim tornou Moisés ao Senhor, e disse: Oh! este povo cometeu um grande pecado, fazendo para si um deus de ouro. Agora, pois, perdoa o seu pecado; ou se não, risca-me do teu livro, que tens escrito. Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que tiver pecado contra mim, a este riscarei do meu livro. Vai, pois agora, conduze este povo para o lugar de que te hei dito; eis que o meu anjo irá adiante de ti; porém no dia da minha visitação, sobre eles visitarei o seu pecado. Feriu, pois, o Senhor ao povo, por ter feito o bezerro que Arão formara.

Benção de Yom Kippur:

Baruch atah Ado-nai, Ehlo-haynu melech Ha-olam, asher kideshanu b’mitzvotav v’tzeevanu l’hadlik ner shel Yom ha-Kippurim.

Abençoado seja o Senhor, nosso Deus do universo, que nos santificou através de Seus mandamentos e nos guiou para acender as luzes de Yom Kippur.

Baruch atah Ado-nai, Ehlo-haynu melech Ha-olam, she’he’che’yanu v’kee’manu v’hee’gee’anu la’zman ha’zeh.

Abençoado seja o Senhor, nosso Deus do universo, que nos manteve vivos, nos sustentou, e nos trouxe para esta estação.

Veja a minha mensagem do ano passado.

Um coment??rio