Arquivo de setembro 12th, 2011

set 12 2011

David ou Sarah

Publicado por em Família,Filhos

Ainda não sabemos que vem por aí, mas olha, eu só consigo falar tudo no masculino. Tenha uma certeza tão grande que é menino. Tão estranho isso. Semana que vem completo 8 semanas e posso fazer o exame de sexagem fetal, e olha, se der menina, mamãe vai ficar muito feliz porque sempre quis uma menininha, mas que vai ser estranho, isso vai!

Nenhum coment??rio

set 12 2011

10 coisas que nunca te explicaram sobre ter um filho

Publicado por em Família,Filhos

Li este texto na internet, e adorei! Prometo que depois que o baby nascer, venho aqui comentar item por item, se concordo ou não. Na verdade, eu já sei que vou concordar com tudo isso, rs.

10 coisas que nunca te explicaram sobre ter um filho (daqui ó)

1) Depois de 9 meses sendo a protagonista, você passa totalmente ao 2º plano, todas as coisas girarão em torno daquele pequeno ser que transformará de forma irreversível a sua vida.

2) Será quase impossível nos primeiros meses sair de casa na hora prevista.

3) De repente, tudo vai parecer extremamente perigoso, desde a poluição emitida pelos carros até os germes do chinelo fedido que o bebê insiste em levar à boca.

4) Mesmo você não gostando de comparações… será inevitável não querer saber se o bebê do vizinho dorme bem de noite ou se faz mais de um cocô por dia.

5) Ser mãe é mais cansativo que ter um trabalho em período integral, porque agora período integral são 24hs ao dia, 7 dias na semana… Ser mãe é um trabalho não remunerado, mas você vai se sentir altamente recompensada no primeiro sorriso banguelo as 6 hs da manhã.

6) Você vai descobrir que tem sim super poderes. Tomar banho em 2 minutos e almoçar em 5 são só alguns exemplos.

7) Para escolher os restaurantes, você vai trocar o guia Michelin, por qualquer restaurante family friendly.

8) Vai recuperar do fundo do baú músicas infantis de quando você era pequena e fazer questão de cantá-las para o bebê, sem se importar com a voz desafinada e com as adaptações das partes esquecidas.

9) Nunca mais lerá más notícias do jornal sem pensar “podia ter sido meu filho” e jamais conseguirá ser indiferente ao sofrimento de todas crianças do mundo.

10) Vai sentir um verdadeiro transbordamento de amor na primeira gargalhada espontânea, ao escutar o primeiro “mamãe”, nos carinhos das mãozinhas pequenas e em tantos pequenos grandes momentos de felicidade que a maternidade proporciona.

3 coment??rios

set 12 2011

Medos

Publicado por em Família,Filhos

Tenho dois medos, aliás 3, que me assombram diariamente o tempo todo.

O primeiro, mais óbvio, é de perder meu baby.

O segundo é consequência do primeiro. Toda vez que faço xixi parece que estou escutando aquela música de suspense dos filmes do Hitchcok no momento que estou limpando com o papel. Fico tensa naqueles poucos segundos que duram até você olhar o papel higiênico branquinho e que ele continua mais branco do que nunca! Eita medo que me dá de ver uma manchinha qualquer de sangue ali. Só quem já teve DOIS sangramentos sabe muito bem do que eu estou falando.

O terceiro é consequência do primeiro também. Morro de medo de fazer muita força para fazer cocô e o bebê sair junto. Tá eu sei que é a coisa mais burra que um ser humano pode pensar, mas eu sinto tá? No dia que for com você quero ver se você vai fazer a maior força na maior tranquilidade.

Nenhum coment??rio

set 12 2011

O relacionamento do casal

Publicado por em Família,Relacionamentos

Rafa e eu estávamos em crise. Nem perto de uma separação, mas estávamos distantes. Coisas do casamento, da rotina, da convivência. Até comecei a fazer terapia por isso.

Depois que soubemos do baby, e principalmente depois que começamos a contar para nossas famílias, alguma coisa foi mudando em nós, principalmente no Rafa. Meu humor melhorou muito, segundo minha irmã estou com a veia cômica totalmente atiçada! Mas o Rafa também mudou. De repente não brigamos mais, estamos mais carentes um do outro, queremos estar mais juntos um do outro, sentimos mais falta um do outro, estamos mais pacientes um com o outro. Rafa voltou a dar aquelas risadas do passado, a se divertir com bobeiras. E pensar que ele pensava em voltar a tomar antidepressivos antes de sabermos da gravidez.

Impressionante como uma gravidez, um filho aproxima um casal (que ainda se ama, claro!). Estamos muito felizes, muito contentes que estamos montando nossa família!

E o papai só pensa numa coisa: a viagem de novembro aos EUA para fazer o enxoval do baby. Enquanto eu pesquiso sobre mamadeiras, roupas, carrinhos e acessórios, ele pesquisa sobre as lojas de roupa que ele adora. Segundo ele, o papai também tem que fazer um enxoval né? Kkkkk

Nenhum coment??rio