set 17 2011

Contando para os avós maternos

Publicado por ??s 14:22 em Família,Filhos

Meus pais são amantes de cachorros assim como nós. Eles tratam que nem filhos, nos deixaram ter cachorros somente quando eu tinha 18 anos e minha irmã 21. E quem se apaixonou foram eles. Sempre trataram que nem filhos, sofreram horrores quando eles se foram mas é um amor que vem de dentro. Eles simplesmente amam meus filhos, e por tal razão chamam de netos. Minha mãe só trata Mike, Becca e Bibi chamando de netos: “Mike, vem cá com a vovó”….

Então eu tive uma ideia diferente de como contar a ela. Comprei um babador escrito: “Eu amo a vovó”, e embrulhei de presente, já que o aniversário dela foi dia 10 de setembro. Mas aí fiquei pensando que ela não entenderia muito bem, que acharia que era alguma coisa ligada aos dogs. Então junto com o babador coloquei uma foto do ultrassom e escrevi “Oi vovó”. A cara dela foi impagável, algo muito inesperado, meu pai então, que sempre achei que não fosse ligar, ficou feliz e até emocionado (apesar de tentar disfarçar, como sempre – durão que só ele).

Eu tenho o sentimento que quando contamos aos nossos pais a gravidez toma outra proporção. Além dos pais, ninguém deseja mais este bebê que os avós. É a renovação do amor deles por nós, acho que é o renascimento deles na vida, quando já não tem mais papel ativo nenhum, começam a se sentir desnecessários, e aí de repente uma nova vida, uma nova chance.

Foi muito gostoso, valeu muito a pena. Amo dar alegrias aos meus pais, e essa com certeza será a melhor delas.

Nenhum coment??rio

Trackback URI | Comments RSS

Comente