Arquivo de Tag 'Rosh Hashana'

set 29 2011

Shana Tová – Feliz 5772

Publicado por em Comemorações

Ontem foi Rosh Hashaná, ano novo judaico. Não vou explicar o que significa e os seus simbolismos porque já fiz isso aqui.

O que eu queria na verdade é deixar registrado aqui que desejo um ano maravilhoso e doce, MUITO DOCE, a todos vocês. Nesses próximos 10 dias, temos que pensar em tudo que fizemos no ano que passou, é um momento para refletir, se arrepender, e se necessário, recomeçar.

Alguns temas que sempre devemos refletir sobre:

– os pais: como tratei meus pais (ou tios, ou avós, ou qq pessoa que te criou), estou honrando-os? Amando –os? Estive presente? Disse a eles o quão importante para mim eram? Etc…

– caridade: ajudei o meu próximo, fiz o que podia, ajudei um enfermo, um faminto, um sofrido, um solitário, um maltratado? Doei parte da riqueza que Deus me concedeu (seja ela de qualquer tamanho) com qualquer pessoa mais necessitada do que eu?

– lar: honrei, santifiquei e fortaleci meu lar e minha família?

– trabalho: meu trabalho me dignificou? Fui honesto, dedicado, comprometido? Aprendi?

– corpo (morada): nosso corpo é templo de Deus, por isso devemos conservá-lo sempre puro e saudável. O que você fez pelo seu corpo?

São temas com certeza comuns a todos nós, e refletir sobre eles nem sempre é algo agradável, prazeroso. Poucos são os homens que terminarão esta reflexão plenamente satisfeitos. Somos humanos, erramos, pecamos. Mas o importante é seguir caminhando e tentando melhor sempre.

Então por mais que você não tenha religião, ou se tiver, não for o judaísmo, te convido a refletir sobre esses pontos – ou outros que julgar importantes – nesses próximos 10 dias. E se houver arrependimento, sempre há uma chance, pois afortunado é o homem que consegue reconhecer seus erros e recomeçar.

Um Feliz 5772 para todos vocês, de todo meu coração.

Nenhum coment??rio

set 17 2010

Yom Kippur 2010 – Dia do Perdão

Publicado por em Religião

Há 10 dias atrás começava o ano novo judaico (Rosh Hashaná), ano de 5771. E começava também um período de 10 dias, onde deveríamos refletir sobre todos os erros, insultos, injustiças, blasfêmias, julgamentos, enfim, todos os pecados que cometemos no ano que passou. É um período de introspecção, de pensar, de refletir. Após estes 10 dias começa então o Yom Kippur, mais conhecido como Dia do Perdão. Neste dia, que dura 25 horas (do pôr do sol do dia anterior até o pôr do sol do dia seguinte, fazemos um jejum absoluto, sem nem mesmo água. É a purificação do corpo, da alma. É a expurgação dos pecados. Após o arrependimento, seu nome é escrito no Livro da Vida.

Eu acho lindo. Eu amo jejuar. Eu amo mostrar a Deus minha fé.

E faltam menos de 2 horas para ele começar. E acho que 25 horas não serão suficientes para me arrepender de todos os pecados, rs…

Lembrando que a tradição manda você transferir seus pecados para um animal e depois sacrificá-lo, mas hoje em dia ninguém mais faz isso. Em troca, você pode e deve fazer MUITA caridade. A caridade, ou tzedakah, é especialmente potente nesta época do ano para expulsar todos os decretos do mal da sua vida. E eu fiz muita caridade para com os animaizinhos esta semana, como sofri meu Deus, como chorei. No domingo será o ápice, e venho aqui contar para vocês.

Coloquei abaixo algumas informações que tirei de vários sites, para vocês entenderem um pouco mais sobre este dia, esta tradição que é a mais importante da religião judaica.

Yom Kippur: É o dia do perdão – quando Deus perdoa a todo Israel. Durante esse dia, nada pode ser comido ou bebido, inclusive água. Não é permitido lavar a boca, escovar os dentes ou banhar o corpo. Somente o rosto e as mãos podem ser lavados pela manhã, antes das orações. Não se pode carregar nada, acender fogo, fumar, nem usar eletricidade. O jejum não é permitido para crianças menores de 9 anos, pessoas gravemente enfermas, mulheres grávidas e aquelas que deram a luz há menos de trinta dias.

Se uma pessoa enquanto estiver jejuando passar mal, a ponto de quase desmaiar, deve-se lhe dar comida até que se recupere. Se houver perigo de uma epidemia, e os médicos da cidade aconselharem que é necessário comer a fim de resistir à moléstia, exige-se que todos comam.

Existem outras proibições, além daquelas contra trabalhar, comer ou beber. As relações conjugais são proibidas, bem como o uso de perfumes e ungüentos, exceto para fins médicos. Além disso, sapatos e outras peças da indumentária feitas de couro não podem ser usadas no Yom Kipur, pois não se pode usar nenhum material para o qual seja necessário matar um animal.

YOM KIPUR É O DIA DA EXPIAÇÃO.

Após o pecado do bezerro de ouro, Moshê (Moisés) rezou e, no dia dez do mês hebraico de Tishrei, Deus concedeu pleno perdão ao povo judeu.

Yom Kipur é o Dia da Expiação, do Perdão, sobre o qual declara a Torá: “No décimo dia do sétimo mês afligirás tua alma e não trabalharás, pois neste dia, a expiação será feita para te purificar; perante Deus serás purificado de todos teus pecados.”

Esclarecendo a natureza de Yom Kipur, o Rambam [Moses Maimonides – significando Moisés filho de Maimon] escreve:

“É o dia de arrependimento para todos, para o indivíduo e para a comunidade; é o tempo do perdão para Israel. Por isso todos são obrigados a se arrepender e a confessar os erros em Yom Kipur.”

Ex.32.3-5. Então todo o povo, tirando os pendentes de ouro que estavam nas suas orelhas, os trouxe a Arão; ele os recebeu de suas mãos, e com um buril deu forma ao ouro, e dele fez um bezerro de fundição. Então eles exclamaram: Eis aqui, ó Israel, o teu deus, que te tirou da terra do Egito. E Arão, vendo isto, edificou um altar diante do bezerro e, fazendo uma proclamação, disse: Amanhã haverá festa ao Senhor.

Ex.32.30-35. No dia seguinte disse Moisés ao povo Vós tendes cometido grande pecado; agora, porém subirei ao Senhor; porventura farei expiação por vosso pecado. Assim tornou Moisés ao Senhor, e disse: Oh! este povo cometeu um grande pecado, fazendo para si um deus de ouro. Agora, pois, perdoa o seu pecado; ou se não, risca-me do teu livro, que tens escrito. Então disse o Senhor a Moisés: Aquele que tiver pecado contra mim, a este riscarei do meu livro. Vai, pois agora, conduze este povo para o lugar de que te hei dito; eis que o meu anjo irá adiante de ti; porém no dia da minha visitação, sobre eles visitarei o seu pecado. Feriu, pois, o Senhor ao povo, por ter feito o bezerro que Arão formara.

Benção de Yom Kippur:

Baruch atah Ado-nai, Ehlo-haynu melech Ha-olam, asher kideshanu b’mitzvotav v’tzeevanu l’hadlik ner shel Yom ha-Kippurim.

Abençoado seja o Senhor, nosso Deus do universo, que nos santificou através de Seus mandamentos e nos guiou para acender as luzes de Yom Kippur.

Baruch atah Ado-nai, Ehlo-haynu melech Ha-olam, she’he’che’yanu v’kee’manu v’hee’gee’anu la’zman ha’zeh.

Abençoado seja o Senhor, nosso Deus do universo, que nos manteve vivos, nos sustentou, e nos trouxe para esta estação.

Veja a minha mensagem do ano passado.

Um coment??rio

set 08 2010

Shana Tová – Feliz 5771

Publicado por em Comemorações,Religião

Hoje começam as festivas mais importantes da cultura judaica.

Hoje é Rosh Hashaná (“cabeça do ano”), começa mais um ano, o ano de 5771. Infelizmente vou estar em NY sozinha, não vou poder participar do jantar festivo, que é sempre tão bom!!!!

De acordo com a cultura judaica, Rosh Hashaná (em hebraico ??? ????) é o nome dado ao ano-novo no judaísmo. Dentro da tradição rabínica, o Rosh Hashaná ocorre no primeiro dia do mês de Tishrei, primeiro mês do ano no calendário judaico rabínico e sétimo mês no calendário bíblico.

A Torá (espécie de bíblia judaica) refere-se a este dia como o Dia da Aclamação (Yom Teruá Levítico 23:24). Já a literatura rabínica diz que foi neste dia que Adão e Eva foram criados e neste mesmo dia incorreram em erro ao tomar da árvore da ciência do bem e do mal. Também teria sido neste dia que Caim teria matado seu irmão Abel. Por isto considera-se este dia como Dia de Julgamento (Yom ha-Din) e Dia de Lembrança (Yom ha-Zikkaron), o início de um período de instrospecção e meditação de dez dias ( Yamim Noraim) que culminará no Yom Kipur, um período no qual se crê o Criador julga os homens.

No jantar de hoje, muitas gostosuras, mas o momento que eu mais gosto é de comer maça com mel, tradição que simboliza o “entrar” no novo ano comendo algo doce para que o ano seja doce. Adoro. Já peguei minha maça aqui na sala vip da TAM e já comprei melzinho, e hoje a noite farei meu jantarzinho de Rosh Hashaná sozinha, mas na presença do Senhor.

Agora são dez dias para se refletir em tudo que fizemos, os pecados que cometemos, as injustiças, os desrespeitos, as ingratidões, egoísmo, traição, etc. É lembrar de cada ato que vai contra a palavra. E depois destes dez dias de meditação, vem o arrependimento pelos pecados, e então começa o Yom Kippur. São 25 horas de jejum absoluto, sem água, sem comida, sem NADA. É um período para comungar com Deus, e depois do jejum, se arrependido dos seus pecados, seu nome será escrito no livro da vida por mais um ano.

Simplesmente amo a cultura judaica. Amo estes dez dias. Minha vida mudou desde o meu primeiro Yom Kippur.

Que o Senhor me dê sabedoria, força e coragem para identificar todos os meus erros e pecados, e humildade para reconhecê-los e pedir perdão.

Feliz 5771 para vocês!

A celebração começa ao anoitecer na vespéra com o toque do shofar. É costume se comer certos alimentos representativos durante o Rosh Hashaná como maçãs com mel e açúcar para representar um ano doce. Também se come “Rosh shel Dag”, cabeça de peixe. Esse alimento incentiva a começar um ano bom com a cabeça, a parte mais alta do corpo. Durante a tarde do primeiro dia se realiza o tashlikh, um costume de recitar-se certas preces e jogar pedras ou pedaços de pão na água como um símbolo da eliminação dos pecados.

Nenhum coment??rio

set 19 2009

Shana Tova Umetuka

Publicado por em Comemorações,Família

Shana Tova, Feliz 5770!!!

Hoje é ano novo judaico, dia de estar com amigos queridos e comemorar mais um ano que começa, comer maça com mel para termos um ano doce, chalá(le-se ralá), e muito vinho judaico bem docinho para alegrar ainda mais!

Como é bom podemos sempre recomeçar, comemorar um novo dia, ano, fase, vida!!! Estou feliz!!!

Começa hoje as grandes festas judaicas que duram 10 dias. São 10 dias para se pensar em tudo que fizemos no ano que passou, pedirmos perdão, e pensar onde podemos melhorar e fazer o bem.

No jantar come-se cenouras em rodelas simbolizando moedas (prosperidade), romã (multiplicação), e tem peixe com a cabeça para lembrarmos que somos sempre a cabeça e não o rabo, somos nós que escolhemos nossos atos e destino. Come-se também maça com mel para ter um ano doce!!!

Pra variar, lembrei de tirar fotos só depois do jantar, mas deu para pegar a sobremesa!!!

E pensar que se Deus quiser ano que vem faço o jantar na minha casa!!!

Desejo a todos um ano doce, e que você sempre se permita recomeçar!!!

2 coment??rios